terça-feira, 24 de maio de 2011

Nostal...ía


 


Por Vitalina de  Assis.

Saudades da expectativa do encontro
do vinho e das palavras
"não vamos fazer nada hoje"
embora o corpo recusasse a aceitar
o que discernia a mente

Saudades do inverso do nada fazer
e fazer tudo
com calma
gosto
prazer
ritmo

Saudades da insaciedade
beijos
fala
silêncio
e sons
suspiros
gemidos
insanidade

Silêncio

arfar
gemer
murmurar
balbuciar
sem nexo
com nexo
tanto faz
tanto fez
tanto quis

Saudades do tempo tirano
que veloz escoa
no pulsar das horas
minutos
segundos
undos
tudo
mundo
recluso

Saudades do começar de novo
e no cansaço do corpo
gozar
descansar
ser feliz 

10 comentários:

  1. Querida amiga!
    Linda sua poesia inspirada na saudade que caminha ao lado dos poetas, saudade palavra que dói quando pronunciada pela minh'alma!
    A propósito ODAREPSENI é inesperado escrito ao contrário!!!!!!
    bjs de luz lilás!
    Taís

    ResponderExcluir
  2. Terceira vez que estou tentando comentar,vamos ver se agora consigo!
    Saudadades...temos saudades de tantas coisas que não cabe no peito né? nunca sabemos até que ponto saudade se torna boa,e quando fica totalmente ruim.
    Lindas e doces suas poesias!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. .

    Querer, ser, pretender, agir.
    Tentar o impossível e receber
    a derrota como previsível é
    o mesmo que ser abandonado
    pelo amor que achávamos ser
    nosso e que por amor vai embora
    deixando a verdade como certeza.

    silvioafonso
    De frente com a filosofia.





    .

    ResponderExcluir
  4. Ser momento,
    Ser lamento
    Do não feito
    Desconexo
    Do avesso
    E sem jeito
    Ser momento...

    Lindo querida. Teu poetar de vontades, simplesmente lindo, parabens e obrigada pela visita tão cativante. Volte sempre!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. tentei comentar aqui, mas o blogger anda numa neura rs, tomara que agora esteja normal.

    vc escreve com tanto sentimento, acho tão bonito. gosto da escolha das palavras q vc faz e a cadência poética. lindo mesmo

    e o bom amor, dá saudades mesmo né.

    boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Saudades do prazer
    amarga nostalgia
    que sentimos crescer
    nas sombras do dia...

    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  7. Era o q queria ler hoje.

    Parabens!

    Beijao

    ResponderExcluir
  8. tenho tantas saudades... se fosse listá-las, daria um livro! rsrs


    oi, vitalina.
    seja sempre bem vinda ao benditas.
    fernand's, eu, é uma mulher, amiga, não "amigo". rsrs


    =)


    bjsmeus

    ResponderExcluir
  9. Que delicia de poesia, que coisa linda! É simples e diz tanto, parabéns!

    ResponderExcluir


Queridos!

Seu comentário muito me honra!

Sinta-se à vontade para avessar comigo.

Beijos e até.